Receita Federal muda a forma como contribuinte preenche o carnê-leão

[ad_1]

A Receita Federal anunciou que deve mudou a forma como o contribuinte preenche o carnê-leão. O documento realiza o recolhimento mensal obrigatório de imposto para quem recebe rendas de aluguel, pensão alimentícia, trabalho autônomo, entre outras. Dessa forma, a partir de 2021, a Receita Federal pedirá o preenchimento do carnê-leão de forma online, diretamente em seu site.

A mudança já está valendo para as rendas recebidas em janeiro, cujo recolhimento do imposto deverá ser feito até o fim de fevereiro. Para saber mais sobre a mudança e como fazer o preenchimento do carnê, continue lendo!

É provável que você também goste:

Receita Federal agora aceita pagamento de DARF via PIX

WhatsApp vai deixar de funcionar em aparelhos da Samsung, Motorola, Sony e iPhone. Confira a lista

Como saber se o seu CPF está entre os 223 milhões do megavazamento de dados da Serasa

Saiba como preencher o cartão-leão no novo sistema da Receita Federal

Até 2020, o contribuinte tinha que baixar um programa específico do carnê-leão no computador e, assim, preencher o documento. Com ele, era possível calcular o imposto a pagar. Entretanto, como explicamos, agora o sistema será diretamente no site da Receita. Dessa forma, para utilizar o novo sistema do carnê-leão, o contribuinte precisará ter um código de acesso e senha para entrar no Centro de Atendimento Virtual.

Sendo assim, após entrar no sistema e fazer o login, é só acessar o serviço “Meu Imposto de Renda”. Em seguida, localize o menu “Declaração” e, dentro deste menu, clique em “Acessar carnê-leão”. Para criar seu código de acesso, clique aqui.

carne-leão - Reprodução - ReproduçãoImagem: Reprodução

Declaração do IR 2021 ainda será feita no modo tradicional

Por fim, vale dizer que as regras que exigem o recolhimento do carnê-leão continuam as mesmas. Entre as mais comuns são recebimento de aluguéis, pensão alimentícia e renda de trabalho autônomo. Além disso, de acordo com a Receita, os valores do carnê-leão de 2021 ficarão armazenados no site e serão transferidos para a declaração de Imposto de Renda de 2022, quando o contribuinte for preencher a declaração.

Importante: na declaração do IR 2021, que deverá ser entregue até o fim de abril, o contribuinte ainda fará a transferência dos dados do modo tradicional. Ou seja, terá que salvar os dados do programa do carnê-leão 2020 em um arquivo no computador para depois transferir as informações para o programa de preenchimento do IR 2021.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, TwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Marcelo Ricardo Daros / Shutterstock.com



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *