Reajuste de benefício do INSS começa a ser feito em novos pagamentos

[ad_1]

Desde segunda-feira (25), aposentados e pensionistas do INSS que ganham um salário mínimo começam a receber os benefícios com reajuste em suas contas. O INSS já havia confirmado o calendário em dezembro do ano passado. Assim, os depósitos seguirão a sequência de anos anteriores, com um calendário para quem recebe um salário mínimo e outro para quem ganha mais.

Dessa forma, para cada categoria, as datas de pagamento serão determinadas pelo número final do cartão, sem considerar o dígito verificador. Com isso, os primeiros a receber são aqueles que possuem número final do cartão 1 e recebem um salário mínimo.

É provável que você também goste:

Caixa Tem: Vem aí auxílio emergencial RETROATIVO para 196 mil pessoas que contestaram

Ministro garante reajuste no valor do Bolsa Família

Segundo o IBGE, 3,7 milhões de famílias têm direito ao Bolsa Família, mas não recebem

Aposentados do INSS começam a receber benefícios com reajuste

Atualmente, o calendário abrange a maioria dos 35 milhões de segurados. Além disso, antigos beneficiários que recebem fora da sequência do número do cartão continuarão a ser pagos na data atual. Em 2021, o INSS reajustou o valor do benefício de R$ 1.045 para R$ 1.100, no caso de quem ganha um salário mínimo. Confira o calendário:

calendário de pagamentos do INSS 2021
Imagem: INSS

Dessa forma, para aposentados e pensionistas que recebem o benefício neste o valor, o reajuste será de 5,26%, mesma taxa de aumento do salário mínimo para este ano. Já para quem ganha acima do salário mínimo, o reajuste será de 5,45%, seguindo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor acumulado de 2020.

Quais outros benefícios devem ser reajustados?

Por fim, assim como o salário mínimo e o benefício para aposentados do INSS, outros benefícios devem ser reajustados. Atualmente, o valor do seguro-desemprego varia de acordo com o salário que o trabalhador recebia. No entanto, como ninguém recebe menos do que o piso nacional, a parcela inicial também vai subir para R$ 1.100.

Além disso, o abono salarial do PIS/Pasep para trabalhadores com carteira assinada e servidores públicos também sofrerá o reajuste. Assim sendo, o governo pagará o abono neste ano com base no novo salário mínimo, de R$ 1.100. Tem direito ao benefício quem trabalhou ao menos um mês com carteira assinada e recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais em 2019, o ano-base (equivalente a R$ 1.996).

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, TwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Leonidas Santana / Shutterstock.com



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *