Como acionar o alerta permanente da Serasa para documentos roubados

[ad_1]

No início desta semana, o Seu Credito Digital divulgou a notícia do maior vazamento de dados no país. Dessa forma, mais de 220 milhões de brasileiros tiveram dados pessoais como CPF, fotografias, score de crédito, endereço e telefone vazados. Além disso, tais informações estariam sendo divulgadas e negociadas de forma ilegal na internet, e teriam como fonte o Serasa.

Depois disso, um desenvolvedor também criou uma plataforma para conferir se você teve seus dados roubados. O site se chama Fui Vazado!, e pode ser acessado aqui. Agora, explicaremos como acionar o alerta permanente da Serasa para outro tipo de caso: o de documentos roubados ou perdidos. Então, para saber mais, continue lendo!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É provável que você também goste:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como simular e contratar o seguro de vida do Nubank

Veja como acionar o alerta permanente da Serasa 

Então, como explicamos, alerta permanente deve ser acionado nos casos em que você perdeu ou teve os documentos roubados. Para isso, você deve acessar a Declaração de inclusão (baixe ela aqui) e fazer download do arquivo. Em seguida, preencha todos os dados solicitados, imprima o documento e assine. Por fim, você precisará enviá-lo para o time da Central de Ajuda do Serasa (envie sua solicitação clicando aqui).

Comi isso, assim que a empresa receber o formulário para cadastro do Alerta Permanente, basta aguardar o prazo de três dias úteis (contados a partir do recebimento do e-mail) para efetivação do alerta. Além disso, se preferir, você também pode mandar toda a documentação pelo Correio para o seguinte endereço:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Avenida Doutor Heitor José Reali, 360
Distrito Industrial Miguel Abdelnur
São Carlos-SP
CEP 13571-385

Confira mais sobre o vazamento de dados

Primeiramente, é preciso dizer que o episódio de vazamento de dados contou com dois casos distintos, mas relacionados. O primeiro inclui somente nome completo, CPF, data de nascimento e gênero, e está disponível para download gratuito em um fórum bastante conhecido por divulgar esse tipo de informação.

Nesse caso, o arquivo de 14 GB possui dados de 223,74 milhões de CPFs distintos, e aparentemente foi compilado em agosto de 2019. Além disso, os dados estão à disposição na internet aberta, e não na dark web. O Google até mesmo indexou o link.

Gostou da nossa matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais através do FacebookTwitter Instagram. Assim você fica por dentro de tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo das fintechs.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom/shutterstock.com



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *