Combate ao trabalho escravo no Brasil é tema de campanha do InPACTO

[ad_1]

SÃO PAULO, 28 de janeiro de 2021 /PRNewswire/ — Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo no Brasil. O InPACTO (Instituto do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo) lança, nesta semana, uma campanha sobre prevenção e combate ao trabalho escravo, em virtude de data alusiva ao tema instituída em 2009. O objetivo é ampliar o conhecimento da sociedade civil a respeito, por meio de vídeos e peças de comunicação nas redes sociais.


Novo filme de Renato Barbieri, retrata história verídica de prática de trabalho escravo no Brasil vivida por “Dona Pureza” e representada de forma emocionante pela atriz Dira Paes (pôster oficial do filme)

“A campanha, de abrangência nacional, mostra a recorrência de trabalho escravo urbano e rural nos dias de hoje e tem como objetivo ajudar trabalhadores, consumidores, fornecedores e empregadores a reconhecer esse tipo de situação para auxiliar na prevenção e no combate”, explica Mércia C. Silva, diretora-executiva do InPACTO. “Vamos mostrar que o trabalho escravo é algo que pode ocorrer bem perto de qualquer um de nós. E que nossa atenção faz toda a diferença”, reforça.

Sobre a Campanha

A campanha terá dois vídeos curtos no YouTube.  Um deles traz a história de Claudia, exemplificando o trabalho escravo urbano e, de Carlos, em situação de trabalho escravo rural. Ambos os vídeos indicam o número 100 como Disque Direitos Humanos. Utilizado para denunciar suspeitas de trabalho escravo, entre outras violações de direitos humanos, garante o anonimato ao denunciante.

Usando imagens e uma linguagem amigável e coloquial, o folder criado para a Campanha esclarece com detalhes as questões que envolvem o trabalho análogo ao de escravo explicando como reconhecer o trabalho escravo moderno. Também serão produzidas peças complementares de divulgação como banners, descanso de tela e posts para redes sociais. A divulgação será estendida por três meses, com a produção de conteúdos complementares. Os detalhes são apresentados em um Manual da Campanha para engajamento da sociedade civil e empresas.

Link da Campanha: https://inpacto.org.br/inpacto-lanca-campanha-nacional-de-combate-ao-trabalho-escravo/

Sobre a Data

Por que 28 de janeiro – A data foi escolhida para homenagear os auditores fiscais Eratóstenes de Almeida Gonçalves, João Batista Soares Lage e Nelson José da Silva, e o motorista Aílton Pereira de Oliveira. Eles foram mortos em 28 de janeiro de 2004, quando investigavam denúncias de trabalho escravo em fazendas na cidade de Unaí, em Minas Gerais.

A semana em que se inclui o dia 28 é a Semana Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Nesses dias, são organizadas diversas atividades pela sociedade civil, sindicatos e poder público para jogar luz sobre o problema do trabalho escravo moderno no Brasil e mobilizar a sociedade para exigir sua erradicação. O InPACTO sempre participou da Semana Nacional de Combate e, este ano, lança esta campanha nacional de conscientização.  

Trabalho escravo no Brasil – Em 2021, o Brasil completará 133 anos de abolição da escravidão, mas situações análogas ao trabalho escravo continuam a existir. Nos últimos 25 anos, mais de 53 mil pessoas foram resgatadas dessa situação em território brasileiro. A Lei brasileira define o trabalho escravo no Artigo 149, do Código Penal, a partir de quatro pilares: condições degradantes de trabalho; jornada exaustiva; trabalho forçado e servidão por dívida.   

Sobre o InPACTO: O Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo é uma entidade sem fins lucrativos criada em 2014 para promover a prevenção e a erradicação do trabalho escravo nas empresas nacionais e internacionais, a fim de conquistar um Brasil livre do trabalho escravo.  

Foto – https://mma.prnewswire.com/media/1428535/Pureza_poster.jpg

 

FONTE InPACTO



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *