China.org.cn documenta o desenvolvimento do breakdance na China

[ad_1]

PEQUIM, 27 de janeiro de 2021 /PRNewswire/ — Em dezembro de 2020, o Comitê Olímpico Internacional acrescentou oficialmente o breakdance como esporte para os Jogos Olímpicos de Paris 2024. China.org.cn documenta o desenvolvimento do breakdance na China. 

 

 

Esta dança, que inicialmente foi uma dança de batalha, originou-se no bairro do Bronx, em Nova York, nos anos 1970, e seus praticantes eram principalmente latinos e afro-americanos. Seu desenvolvimento posterior incluiu movimentos de capoeira, ginástica e artes marciais chinesas. Sua prática requer um alto grau de condicionamento físico, técnica e expressão artística. Nos últimos anos, a popularidade do breakdance na China tem aumentado gradualmente.

Em 2019, a China criou sua primeira equipe nacional de dança de rua juvenil, que conquistou o primeiro e o segundo lugares em várias competições, incluindo o breakdance. Com base na imitação, a China agora tem seu próprio estilo. Uma dança que incorporou elementos tradicionais, como as artes marciais. Isso a torna mais inovadora. A vantagem da equipe nacional chinesa que participará dos Jogos Olímpicos é a juventude. O número de crianças que praticam o breakdance na China é o maior do mundo e cresce continuamente.

Devido à sua curta história na China, ainda há uma lacuna na cena cultural e no nível competitivo em comparação com os Estados Unidos e a Europa, mas o povo chinês mostra muita vontade de aprender e trabalhar arduamente, o que fez aumentar o interesse crescente de diferentes setores nesta dança. Isso fará com que os talentos cresçam em número e encurtem as distâncias em relação ao alto nível internacional. As perspectivas de desenvolvimento do breakdance na China são amplas e encorajadoras.

China.org.cn Logo

Video – https://youtu.be/QQtzgU91AxU 
Logotipo – https://mma.prnewswire.com/media/1425743/China_org_cn_Logo.jpg

Contato: Zhang Qi 
Tel.: +86-17810287643 
E-mail: [email protected]  Facebook: https://www.facebook.com/sientechina/posts/1710804375758738 

FONTE China.org.cn



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *