China clama por multilateralismo para enfrentar crises globais

[ad_1]

PEQUIM, 25 de janeiro de 2021 /PRNewswire/ — No contexto de uma pandemia que tem causado danos à saúde pública global e colocou a economia mundial em profunda recessão, a situação mundial em 2020 deixou muitos vivendo com medo e incerteza, com a situação piorando ainda mais devido a outros desafios emergentes.

A situação caótica que o mundo enfrenta atualmente é semelhante à de quatro anos atrás, quando o presidente chinês Xi Jinping fez seu primeiro discurso marcante no Fórum Econômico Mundial (World Economic Forum, WEF), oferecendo soluções chinesas para a comunidade global.

“Devemos continuar a luta”, disse Xi aos líderes globais sobre o combate à epidemia da COVID-19 no evento virtual do WEF da Agenda de Davos na segunda-feira. “Apesar disso, continuamos convencidos de que o inverno não pode impedir a chegada da primavera e as trevas não podem jamais encobrir a luz do amanhecer.”

Com o tema “Um ano crucial para reconstruir a confiança”, o evento deste ano, que acontece de 25 a 29 de janeiro, visa reconstruir a confiança e moldar as políticas e parcerias necessárias em 2021. Mais de 1.500 líderes de empresas, governos e da sociedade civil de mais de 70 países e regiões definirão a agenda para 2021.

A China disse que espera que o discurso de Xi este ano ajude a alcançar um consenso global, reconstruir a confiança global e impulsionar a cooperação global, para que, juntos, encontrem soluções para os problemas globais urgentes que a comunidade internacional está enfrentando.

Xi disse que a cooperação global é a melhor maneira de derrotar a pandemia, assim como outras crises globais. O mundo deve defender o multilateralismo e construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade, disse o presidente chinês, observando que nenhum problema global pode ser resolvido por um só país.

“Deve haver ação global, resposta global e cooperação global”, disse ele.

Facilitar a cooperação global e o mecanismo de consulta

A China sempre foi uma defensora firme e praticante ativa do multilateralismo, ingressando ou construindo plataformas multilaterais.

O país iniciou o Belt and Road Forum para Cooperação Internacional e a China International Import Expo e assinou o maior acordo de livre comércio do mundo, o Regional Comprehensive Economic Partnership (RCEP), em novembro do ano passado.

À medida que o mundo enfrenta a tarefa urgente de recuperação econômica na era pós-pandêmica, Xi disse que os países devem, primeiramente, intensificar a coordenação de suas políticas macroeconômicas para promover um crescimento mais forte e mais inclusivo da economia mundial, usando o G20 como o principal fórum para a governança econômica global.

A economia da China cresceu 2,3% em 2020, tornando-se a única grande economia a observar crescimento positivo diante da economia mundial arrasada pela pandemia.

As principais agências financeiras, incluindo o Fundo Monetário Internacional (FMI), esperam que a China lidere a recuperação macro global, pois acredita-se que o poder de compra dos consumidores chineses impulsionará a recuperação contínua do país em 2021.

Além disso, Xi também clamou ao mundo para que se evite o confronto usando as desculpas de diferenças na história, cultura ou sistema. Em vez disso, o mundo deveria se ater à cooperação fundamentada em benefícios mútuos e resolver desacordos por meio de consulta e diálogo.

Esforço para desenvolvimento equilibrado para todos os países

Com o mundo enfrentando a pandemia, a recuperação econômica das nações desenvolvidas e dos países em desenvolvimento está seguindo trajetórias divergentes. Os países em desenvolvimento com menos recursos, especialmente atingidos pela pandemia, carecem iminentemente de ajuda para recuperar o atraso na recuperação global.

Em seu discurso, Xi clamou o mundo para oferecer ajuda necessária em termos de mais recursos e espaço para crescimento dos países em desenvolvimento, em prol do bem de todos. “Devemos reconhecer que, com o crescimento dos países em desenvolvimento, a prosperidade e a estabilidade global ocuparão bases mais sólidas e os países desenvolvidos poderão ser beneficiados por esse crescimento”, disse ele.

O presidente chinês também alertou que o mundo deve permanecer comprometido com a lei internacional e as regras internacionais, em vez de buscar a própria supremacia. “O multilateralismo consiste em abordar os assuntos internacionais por meio de consultas e decidir o futuro do mundo por todos que trabalham juntos”, disse ele.

A comunidade internacional deve preservar os legítimos interesses de desenvolvimento dos países em desenvolvimento. Deve tornar o fortalecimento da igualdade de direitos, igualdade de oportunidades e igualdade de regras, a meta de longo prazo para que todos os países se beneficiem das oportunidades e dos frutos do desenvolvimento, acrescentou ele.

China reitera cooperação contínua para a prosperidade comum

Apesar da pandemia, a China conseguiu levar adiante suas tarefas domésticas. Nos últimos 40 anos, a China obteve avanços históricos ao erradicar a pobreza extrema, tirando mais de 800 milhões de pessoas da pobreza, representando mais de 70% da redução global da pobreza.

Como parte da contribuição da China para o novo ano, Xi prometeu que o país irá colaborar com outros países para construir um mundo aberto, inclusivo, limpo e belo que desfrute de paz duradoura, segurança universal e prosperidade comum. Ele prometeu que a China ajudará os países em desenvolvimento a erradicar a pobreza, aliviar a carga da dívida e alcançar mais crescimento.

À medida que a China entra em um novo estágio de desenvolvimento, Xi disse que o país seguirá uma nova filosofia de desenvolvimento e promoverá um novo paradigma de desenvolvimento tendo a circulação interna como a base e as circulações domésticas e internacionais mutuamente reforçadas, liberando o potencial do enorme mercado chinês e da enorme demanda doméstica.

“Esperamos que esses esforços tragam mais oportunidades de cooperação para outros países e ofereçam maior impulso à recuperação e ao crescimento econômico global”, disse Xi.

Artigo original: aqui.

Vídeo – https://www.youtube.com/watch?v=qg6ACnr2P08

FONTE CGTN



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *