A China vê as Olimpíadas de Inverno de Pequim como uma oportunidade para promover os esportes no gelo e na neve

[ad_1]

PEQUIM, 26 de janeiro de 2021 /PRNewswire/ — Enquanto o mundo ainda está mergulhado na pandemia da COVID-19 e a China enfrenta surtos esporádicos, os preparativos para as Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022 entraram em um estágio crucial.

O presidente chinês Xi Jinping disse na segunda-feira que acredita que a China, com forte apoio de várias partes, concluirá todo o trabalho de preparação de acordo com o programado para garantir o sucesso das Olimpíadas de Inverno de Pequim.

O presidente Xi fez as observações durante sua conversa por telefone com o presidente Thomas Bach do Comitê Olímpico Internacional (COI).

A China implementou rigorosamente medidas de contenção, superou o impacto da pandemia e promoveu ativamente o progresso constante de todos os trabalhos de preparação, disse Xi, acrescentando que atualmente, a construção de locais e infraestrutura para as Olimpíadas de Inverno de Pequim atingiu a fase final.

Quando Pequim ganhou a proposta em 2015, Bach disse que os Jogos Olímpicos de Inverno 2022 foram “colocados em mãos seguras”.

Com menos de 400 dias até a abertura dos Jogos de Inverno de 2022 em Pequim em 4 de Fevereiro de 2022, a construção ou reconstrução de todos os 12 locais da competição foram concluídos, apesar das incertezas e dos desafios trazidos pela COVID-19. Uma ferrovia de alta velocidade que liga Pequim a Zhangjiakou está em funcionamento, quase um milhão de inscrições de voluntários foram recebidas e os pictogramas dos jogos foram lançados.

A China assume a preparação para as Olimpíadas de Inverno de Pequim como uma oportunidade de promover a popularização e o desenvolvimento dos esportes no gelo e na neve, disse Xi, acrescentando que Pequim, a única cidade do mundo a sediar as Olimpíadas de Verão e Inverno, fará contribuições únicas para o movimento olímpico internacional.

De acordo com um relatório da Universidade de Renmin da China em dezembro passado, embora a pandemia tenha forçado metade dos entrevistados com experiência esportiva de inverno a cancelar seus planos esportivos nesta última temporada, 150 milhões de pessoas na China se engajaram pelo menos uma vez em esportes de inverno, de 2019 a 2020, metade da meta da China de ter 300 milhões de participantes.

O relatório também mostrou que o número de pessoas que estão atentas às atualizações das Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022 aumentou continuamente de 6,2% em 2018 para 10,4% em 2020. Cerca de 70% dos participantes haviam prestado atenção aos jogos nos últimos três anos por meio de diferentes canais.

O presidente Xi atribuiu grande importância ao trabalho de preparação das Olimpíadas de Inverno de 2022. Na semana passada, ele inspecionou os locais e foi informado sobre o trabalho de preparação da capital chinesa Pequim e da cidade de Zhangjiakou, na província de Hebei.

Durante sua visita de inspeção ao Shougang Park, no distrito de Shijingshan, a sede do comitê organizador de Pequim para as Olimpíadas de Inverno de 2022, em fevereiro de 2019, o presidente Xi enfatizou a necessidade de se manter comprometido em sediar os jogos de forma verde, compartilhada, aberta e limpa, e concluir todas as tarefas de preparação com altos padrões.

O COI, disse Bach, apoia o conceito da China de sediar uma Olimpíada de Inverno verde, inclusiva, aberta e limpa e está pronto para trabalhar com a China para garantir um jogo bem-sucedido, esplêndido e seguro, que não só realizará a visão de promover os esportes de inverno entre os 300 milhões de chineses, mas também avançar fortemente o desenvolvimento do movimento olímpico internacional.

O COI permanece comprometido em defender o espírito olímpico e se opõe à politização dos esportes, disse Bach, acrescentando que a organização continuará a fortalecer a cooperação estratégica de longo prazo com a China.

Artigo original: aqui.

FONTE CGTN



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *